9/Mai – DRINK&DRAW: Lançamento do zine FLOPES + Modelo Vivo com Alexandre Fernandes

1 Drink&Draw Fabio Lopes OFLOPES

Dia 09 de Maio, quinta-feira, acontecerá o 1º evento Drink&Draw no estúdio NU com o lançamento do zine “FLOPES — citando Tom of Finland”, do artista Fabio Lopes, com a venda dos desenhos originais que compõem a série e o sorteio de um desenho original.

1 Drink&Draw Fabio Lopes OFLOPES

O Drink&Draw é um evento onde conversas, bebidas, músicas e desenhos coexistem no mesmo espaço, aberto a artistas e não artistas. Todxs podem desenhar durante a sessão com o modelo vivo, mas não é uma obrigatoriedade. Quem quer vir só para conversar, beber e curtir também é muito bem-vindx!

No estúdio NU, nós associamos o Drink&Draw — evento já corriqueiro nos bares artísticos de Nova Iorque e São Francisco — com um tema ou evento artístico específico, que nesse caso será o lançamento do zine e a sessão “Insólito” de modelo vivo, orientada pelo próprio Fabio Lopes e com a participação do ator Alexandre Fernandes, que será o modelo.

Para este evento será cobrado ingresso antecipado no valor de R$30 (botão de pagamento abaixo), que dará direito à entrada no evento — com a sessão orientada Insólito de modelo vivo e materiais de desenho inclusos, a R$10 de consumação no bar, e um exemplar do zine FLOPES. É possível pagar a entrada em dinheiro ou cartão na chegada ao evento, porém, nesse caso o ingresso não dará direito aos R$10 de consumação.

O estúdio NU abrirá as portas às 19h. A sessão “Insólito Modelo Vivo” vai ocorrer das 20h30 até às 22h. Em seguida, o Drink&Draw continua com a participação livre de quem quiser posar, até as 24h, para quem quiser continuar desenhando ou simplesmente curtindo a noite.

Serviço

1º DRINK & DRAW: Lançamento do zine FLOPES — citando Tom of Finland + sessão Insólito Modelo Vivo com Alexandre Fernandes

Data: 9/Mai, quinta-feira.

Local: estúdio NU – Rua Maria Paula, 122, conj 1208, São Paulo

Abertura da casa para o Drink &Draw: 19h; sessão Insólito Modelo Vivo: 20h30; Confraternização: até as 24h. O estúdio NU abre as portas às 19h mas você pode chegar a qualquer momento depois disso.

INGRESSOS antecipados – garanta a sua consumaçãO

9/Mai, quinta – R$ 30 – Zine FLOPES + Drink&Draw (R$10 de consumação inclusa) + sorteio :




Sobre o artista convidado:

Fabio Lopes é artista visual, ator, arte educador e performer. Vive e trabalha em São Paulo, onde é co-fundador do coletivo BIXA PARE. Pesquisa os desdobramentos do desenho como dispositivo relacional e disparador criativo. Veja seu portfolio.

Mais informações sobre o Drink&Draw:

  • É possível pagar a entrada em dinheiro ou cartão na hora do evento, porém, nesse caso o ingresso não dará direito aos R$10 de consumação, que é um bônus exclusivo para a compra antecipada. Aceitamos todos os cartões de débito e crédito.
  • Caso faça o pagamento antecipado aqui pelo site com cartão de crédito e receba a mensagem do PagSeguro de que o pagamento foi aprovado, não há necessidade de nova confirmação, bastando comparecer no dia do evento com um documento de identidade. Caso pague via boleto, favor enviar o comprovante de pagamento realizado (não de agendamento) para o WhatsApp do estúdio NU.
  • O estúdio abre às 19h e a sessão Insólito começa às 20h30, mas a entrada é permitida a qualquer momento das 19h às 23h.
  • Ofereceremos materiais básicos para desenho a todxs xs participantes. Quem quiser pode trazer seus próprios materiais também.
  • Não é permitido filmar ou fotografar o evento sem autorização prévia dos organizadores ou artistas envolvidos.

23/Mar – CORPORNÔTECNOSSEXUAL: Debate + Lançamento de Danilo Patzdorf: “Sobre Aquilo Que Um Dia Chamaram Corpo”

Danilo Patzdorf Sobre Aquilo Que Um Dia Chamaram Corpo Corpornotecnossexual

O que a putaria online tem a nos ensinar sobre o corpo do século XXI? Tecnologia e Natureza são ainda distintas numa época em que sentimos tesão por pixels? Por que nos empenhamos tanto em produzir e compartilhar esse volume infindável de imagens dos nossos próprios corpos? Essas e outras perguntas serão debatidas com o público no evento CORPORNÔTECNOSSEXUAL, seguido do lançamento do livro “Sobre aquilo que um dia chamaram corpo: corporalidade nas ambiências digitais”, do artista e pesquisador Danilo Patzdorf, no estúdio NU.

Danilo Patzdorf Sobre Aquilo Que Um Dia Chamaram Corpo Corpornotecnossexual

Com início às 16h do dia 23 de março de 2019, o debate com o público “O que a putaria online tem a nos ensinar sobre o corpo do século XXI?” buscará intersecções pornológicas entre nossas práticas sexuais online com a atual política e com o contexto neoliberal que organiza nossas vidas nos grandes centros urbanos. O debate será provocado por Jacqueline Santos, Raquel Melo e Thiago Alixandre.

Em seguida, ocorrerá o lançamento do livro “Sobre aquilo que um dia chamaram corpo: corporalidade nas ambiências digitais” (Ed. Letramento, 2019), de Danilo Patzdorf, voltado para pessoas interessadas por corpo, sexualidade e tecnologia. Analisando diferentes experiências corporais online (aplicativos de paquera, envio de nudes, sexo virtual grupal, cirurgia robótica, entre outras), o livro se dedica a mostrar como tais práticas estão transfigurando nossa concepção de corpo, mídia e sexo no século XXI, instaurando uma realidade pós-corporal, pós-midiática e contrassexual, habitada por uma espécie de “corporalidade reticular, sem centro nem periferia, capaz de sentir a miríade de estímulos transorgânicos, semióticos e sintéticos que a atravessam no contexto digital e fora dele.

Local: estúdio NU – Rua Maria Paula, 122, conj 1208, São Paulo

Abertura da casa: 15h; Debate: 16h; Lançamento do Livro e Confraternização: 18h às 19h

Entrada livre. O estúdio NU abre às 15h e o debate começa pontualmente às 16h.

Confirme presença pelo Facebook! facebook.com/events/1988747968088769

Sobre o autor:

Danilo Patzdorf é artista, bailarino, pesquisador e professor de yoga. Doutorando em Artes Visuais (ECA-USP), Mestre em Comunicação (ECA-USP) e Graduado em Artes Visuais (ECA-USP), está interessado em compreender o estatuto do corpo na contemporaneidade, realizando, para tanto, um percurso híbrido sobre a prática e a teoria de diferentes linguagens: dança, performance, artes visuais, teatro e comunicação.

Sobre as debatedoras:

Jacqueline Santos é mestranda no programa de Linguística Aplicada (UNICAMP) e Licenciada em Letras pela mesma universidade. Atualmente, pesquisa construções de gênero e sexualidade em materiais pornográficos através da análises das tags. Tem interesse por questões relacionadas a sexualidade, estudos de gênero, minorias políticas, e tecnologia.

Raquel Melo é Mestra em Ciências da Comunicação (USP), Especialista em Digital (Senac), Jornalista experiente em rádio e TV (Globo, CBN, Record, R7). Atualmente, trabalha com inovação na maior aceleradora de startups da América Latina, ACE. Pesquisa a correlação entre inovação e diversidade e seus impactos na sociedade e no mundo corporativo. Leciona sobre comunicação integrada e comunicação digital e marketing digital em cursos de Pós-Graduação (Senac, IPOG, Unoesc).

Thiago Alixandre é bailarino e cantor profissional, estudante de violão popular e piano erudito, produtor cultural, crítico de dança no Jornal Gazeta de Votorantim desde 2013, presidente do conselho municipal de cultura de Votorantim (2016/2019), professor de teoria e prática da dança, filosofia e teorias do corpo. Idealizador e coordenador do Núcleo de Artes e Educação Parque da Autonomia desde 2008, idealizador e coordenador da Mostra Nacional Dança na Pedreira (2011, 2012, 2014 e 2016), graduado em Filosofia pela UNIMES e mestrando em Comunicação e semiótica pela PUC-SP orientado pela professora e crítica de dança Helena Katz. É ainda membro pesquisador do CED (centro de estudos em dança da PUC-SP).