4/Fev a 13/Mar – Curso: Arquiteturas do Corpo, com Marcelo Denny

De 4 de Fevereiro a 13 de Março de 2019, às segundas e quartas-feiras das 19h às 22h, acontecerá o Curso “Práticas Performativas: Arquiteturas do Corpo – o corpo na performance e nas artes moderna e contemporânea” no estúdio NU com o Prof. Marcelo Denny. As vagas são limitadas e as inscrições vão até 24/Jan.

Arquiteturas do Corpo foto ilustrativa

O objetivo do curso é analisar aspectos de cruzamento e hibridismo de linguagens artísticas em encontro ou a partir das artes visuais-performativas-cênicas e até eletrônicas/digitais, criando um panorama sobre os limites, confluências e novas formas de fazer, ver e fruir o corpo no campo das artes hoje. Como a ideia de corporeidade foi se alterando e como a arte acompanha e aponta formas de ver e entender o corpo? Assim, criaremos uma linha mestra que vai conduzir uma viagem por artistas, grupos, escolas e estilos que se desdobram das artes visuais às artes cênicas, da performance à body-art, da escultura à vídeo-dança etc. Objetiva-se também trazer à tona artistas brasileiros e internacionais que de alguma forma contribuíram com uma novas visualidades, conceitos, mudanças e importantes questões sobre a política e nova poética dos corpos, especialmente a partir das segundas vanguardas do século XX, fase das grandes renovações artísticas , até artistas atuais do século XXI.

Arquiteturas do Corpo foto ilustrativa

O Curso justifica seu tema por se tratar o Corpo questão de máxima importância hoje, devendo ser sempre revisitado para que possamos falar, a partir dele, sobre assuntos urgentes à política, gênero, ética e subjetividade. Seja pela representação pictórica, escultórica ou performativa, passando por instalações relacionais, a própria arte relacional, vídeo-arte e outras novíssimas linguagens híbridas, no estudo do vasto leque de artistas dos últimos 100 anos podemos entender não apenas as nuances artísticas, mas sobretudo criar um terreno mais rizomático, de cruzamento entre linguagens e formas do conhecimento humano, terminando enfim por criar um ambiente de experimentações com a realizações pelos alunos de arquiteturas corporais  em cruzamento com processos individuais. 

As aulas acontecerão às segundas e quartas-feiras, das 19h às 22h. De 4 a 27 de Fevereiro, os seguintes tópicos serão tratados em 8 aulas teóricas:

  1. Breve introdução: O corpo na História e na Arte
  2. Corpo Expandido
  3. Corpo Ritual 
  4. Corpo Relacional
  5. Corpo Ativista
  6. Corpo Tecnológico

Ao longo das aulas teóricas, as alunas e alunos serão orientadas sobre a criação autoral das suas próprias práticas performativas de Arquiteturas do Corpo.

Não haverá aulas na semana do Carnaval. Nos dias 11 e 13 de Março, após o Carnaval, serão realizadas as práticas das instalações corporais performativas das(os) alunas(os), que serão fotografadas e/ou filmadas no estúdio NU, concluindo assim o Curso.

Arquiteturas do Corpo foto ilustrativa

Curso: Práticas Performativas – Arquiteturas do Corpo

Aulas: 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25, e 27 de Fevereiro, e 11 e 13 de Março, sempre das 19h às 22h, totalizando 10 dias e 30 horas-aula.

Local: Estúdio NU – Rua Dona Maria Paula, 122, conj 1208.

Valor: R$ 350. Inscrição obrigatória pelo formulário abaixo e pagamento online:

Após o preenchimento do formulário, para garantir sua vaga, realize o pagamento pelo botão abaixo:

(o pagamento não é necessário caso tenha feito sua inscrição para as vagas com gratuidade para pessoas trans; nesse caso, no dia 24/Jan/2019 faremos o sorteio das bolsas e informaremos sobre o preenchimento das vagas às pessoas inscritas)

Não se esqueça que sua participação apenas estará confirmada quando o pagamento for realizado. Se você pagar com cartão de crédito, a confirmação é instantânea; caso pague via boleto, a confirmação pode levar até 3 dias úteis após o pagamento, então se quiser agilizar, envie o comprovante para o email inscricao@estudionu.com.br.

Em caso de dúvidas, entre em contato.

Obrigado!

Arquiteturas do Corpo foto ilustrativa

Breve Currículo do Professor:

Prof. Dr. Marcelo Denny de Toledo Leite

Diretor teatral, cenógrafo, arte educador, artista plástico, performer, curador, diretor de arte tem  mestrado e doutorado em Artes pela ECA-USP Universidade de São Paulo.

Um dos fundadores dos grupos “Cia Teatral “Cadê Otelo?”, Desvio Coletivo, Cia Sylvia Que Te Ama Tanto Teatro da PombaGira – Coletivo de Criadores, onde atuou como diretor  e cenógrafo em mais de 20 espetáculos onde foi vencedor de mais de 30 prêmios em festivais de teatro pelo Brasil, onde também atua como curador e jurado-debatedor de festivais de teatro como o FESTEde Pindamonhangaba (SP), Festival de Teatro de Taubaté (SP) e o FESTIVALEFestival de Teatro de São José dos Campos (SP). 

Desenvolve pesquisa sobre visualidades (cenografia contemporânea) e performatividades, performance, performance urbana  e cena contemporânea.Foi professor convidado para lecionar cursos e palestras correlatas a sua pesquisa na seguintes escolas: e na Universidade São Judas (SP), Yazigi Internexus, Faculdade Paulista de Artes, SP Escola de Teatro, UNESP (SP), Escola São Paulo de cultura contemporânea (SP) e também nas Universidades Anhembi Morumbi (SP)UNIBAM (SP) FPA-Faculdade Paulista de Artes (SP), Universidade Livre de Artes de São José do Rio Preto (SP) e Centro Universitário Belas Artes (SP), UFRN-Universidade Federal do Rio Grande do Norte (RN) e UNIRIO – Universidade do Rio de Janeiro (RJ), Centro Cultural São Paulo e Galeria Olido (SP).

Foi um dos representantes do Brasil na Quadrienal de Cenografia de Praga de 2007, (República Tcheca). Nos últimos anos lecionou cursos e realizou ações performativas nas instituições: SESC SENAI (várias capitais pelo Brasil), AKT-ZENT- Research Centre of the Theatre Education & Training e no Volksbuhne Theatre em Berlim (Alemanha), Grupo Dançando com a Diferença em Funchal-Ilha da Madeira (Portugal). Foi jurado, palestrante no Primer Festival de Body Painting da Argentina na cidade de Mérida, foi um dos representantes e artistas expositores do Brasil na Quadrienal de Cenografia de Praga de 2015 (República Tcheca) e também um dos representantes do Brasil no encontro da IFTR- International Federation for Theatre Research na cidade de Estocolmo na Suécia, em 2016.

Tem realizado diversos cursos sobre visualidades cênicas contemporâneas e performativas na cena nas seguintes universidades pelo mundo: Universidad de Chile, Escuela Superior de Artes de Yucatán em Mérida (México), Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, (Portugal), Institut del Theatre em Barcelona (Espanha), Universiteit van Amsterdam (Holanda), Universidad de La Plata (Argentina), Universidad de Costa Rica, Université Paris 8 – Saint-Denis em Paris (França), Universidad de ChileUniversidade de Artes de Taipei (Taiwan)e no The Hemispheric Institute of Performance and Politics da New York University (EUA). É professor doutor na graduação, onde leciona as disciplinas de Cenografia, Maquiagem & Caracterização, Cenografia I, II e II, Direção IV e Práticas Performativas entre outras. É também professor no PPGAC – Programa de Pós Graduação da ECA da USP- Universidade de São Paulo. Um dos fundadores e diretores do Laboratório de Práticas Performativas da ECA – USP. Atualmente é chefe do Departamento de Artes Cênicas da ECA-USP.

Arquiteturas do Corpo foto ilustrativa

Bibliografia do Curso:

ARDENNE, Paul, L`Image Corps, Figures L`human dans l`art du XX Siecle, Editions du regard, 2010, Paris.

BIESENBACH, Klaus, IntoMe/Out of Me, Hatje Cantz, 1999, Berlin.

BOURRIAUD, Nicolas, Estética Relacional, Martins Fontes, 2009, São Paulo.

BOURRIAUD, Nicolas, Radicante, Martisn Fontes, 2011, São Paulo.

CAMPELO, Cleide Riva, Cal(e)idoscorpos-Um estudo semiótico do corpo e seus códigos, Annablume Editora, 1996, São Paulo.

COUTO, Edvaldo Souza, Corpos Mutantes-ensaios sobre novas (d) eficiências corporais, UFRGS Editora, 2007, Porto Alegre.

COHEN, Renato, Performance como Linguagem, Editora perspectiva, 2002, São Paulo.

DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Félix, Mil Platôs Vol 3- ( Como criar para si um corpo sem órgãos), 1999, Editora 34, São Paulo.

DOPPLEGANGER-The image of the human being,Edited by Robert Klanten,Gestalten, Berlim, 2011. 

DRIES, Luk Van Den, Corpus Jan Fabre, L`Arche Éditteur, 2005, Paris.

ELECTRIC BODY, Le corps en scéne, BeauxArts, Cité de la Musique2003, Paris.

FÉRAL, Josette, Pratiques performatives-Body Remix, Presses de L`Université du Quebec, 2012, Quebéc.

JEUDY, Henri-Pierre, O Corpo como objeto de arte, Editora Estação Liberdade, 2002, São Paulo.

GARCIA, Wilton ( org) Corpo & Interatividade, Factash Editora, 2008, São Paulo. 

GOLDBERG, RoseLee, A Arte da performance, Martisn Fontes, 2006, São Paulo.

GOMES, Ana Cecília Aragão, Campo e Contracampo do Corpo, Annablume Editora, 2011, ßão Paulo.

LA MUTE, Un Devenir du Corps Collectif, France TTC, 2013,Paris.
MORAES, Eliane Robert, O Corpo Impossível, FAPESP, 2002, São Paulo. 

O`MAHONY, Marie, Cyborg the man-machine, Thames & Hudson2002, London.

ONFRAY, Michael, A potencia de existir, Martins Fontes, , 2010, São Paulo.

O`REILLY, Sally, Body Art, Thames & Hudson, 2012, Paris.

PANZANELLI, Roberta, Ephemeral Bodies, Getty Research Institute, 2008, Los Angeles.

PRADIER, Jean-Marie, LA Scene et la fabrique des corps, Presses Universitaires Bordeaux, 199, France.

VERGINE, Lea, Body Art and Performance,-The Body as language, Skira, 2000,Milão.

VILLAÇA, Nízia, E Edição do Corpo-tecnologia, artes e moda, Estação das Letras, 2007, São Paulo. 

RAQUEL, Fernanda, Corpo Artista, FAPESP-Annablume, São Paulo, 2011. 

ROMANO< Lúcia, O Teatro do Corpo Manifesto, Editora perspectiva, 2005, São Paulo.

SANTAELLA, Lucia, Culturas e artes do pós humano, Paulus, 2003, São Paulo.

SCHWARTZMAN, Madeline, See Yourself Sensing- Redefining Human Perception, Black dog publishing, 2011, London

SETENTA, Jussara Sobreira, O Fazer-Dizer do Corpo, EDUFBA, 2008,Salvador.

ZIDIANAKIS, Vassilis, Not a Toy, Fashioning Radical Characters, Pictoplasma, 2001, Berlin.

29/Abr – Curso: Candomblé, Feminino e Ancestralidade – Di Jejê

Di Jejê Cancomble Feminino Ancestralidade

O Coletivo Di Jejê é um espaço de formação e produção de conhecimento sobre a mulher negra, para a mulher negra e feito por mulheres negras. É um lugar de troca, de fala, de transformação, de poder e de conhecimento para as mulheres negras. Em parceria com o estúdio NU, o Di Jejê oferecerá diversos dos seus cursos presenciais no estúdio ao longo do ano de 2018.

O curso Candomblé, Feminino e Ancestralidade tem como objetivo discutir as interfaces entre feminismo, feminino, ancestralidade e candomblé e, também discutir a importância histórica do candomblé e a importância da atuação das mulheres negras como zeladores de saberes e práticas da memória negra no Brasil.

Data e carga horária: 29 de Abril de 2018, das 13h às 18h

Local: estúdio NU — Rua Maria Paula, 122, conj 1208 – Bela Vista, São Paulo, SP

Valor: R$150 (atualmente promocional: R$ 75)

Inclusos: curso presencial, coffee break e certificado

A inscrição e pagamento do curso devem ser feitos direto pelo site do Coletivo Di Jejê. Caso necessário, entre em contato com o Di Jejê.

12 e 13 / Maio – Curso: O Pensamento de Angela Davis – Di Jejê

Di Jejê Angela Davis

O Coletivo Di Jejê é um espaço de formação e produção de conhecimento sobre a mulher negra, para a mulher negra e feito por mulheres negras. É um lugar de troca, de fala, de transformação, de poder e de conhecimento para as mulheres negras. Em parceria com o estúdio NU, o Di Jejê oferecerá diversos dos seus cursos presenciais no estúdio ao longo do ano de 2018.

O curso O Pensamento de Angela Davis acontecerá em dois dias. No primeiro dia abordará temas presentes no pensamento da pesquisadora e intelectual Angela Davis: liberdade, feminismo negro, racismo e complexo industrial prisional, além de apresentar alguns conceitos da filosofia discutido pela autora. No segundo dia, trará para os participantes textos inéditos no Brasil sobre a autora e avançará nas discussões sobre seu trabalho, para além da obra Mulher, Raça e Classe.

Data e carga horária: 12 e 13 de Maio de 2018, das 10h às 16h

Local: estúdio NU — Rua Maria Paula, 122, conj 1208 – Bela Vista, São Paulo, SP

Valor: R$204

Inclusos: curso presencial em dois dias, coffee breaks, almoços e certificado

A inscrição e pagamento do curso devem ser feitos direto pelo site do Coletivo Di Jejê. Caso necessário, entre em contato com o Di Jejê.